Os 10 Melhores Cafés de 2022

Procurando pelo Melhor Café? Então confira nosso guia de compras com os Melhores Cafés do mercado e entenda qual é a melhor opção para você!

Para os apreciadores, nem é preciso perder muito tempo explicando os prazeres do café, e principalmente a participação dele no dia a dia. Mas para quem ainda está se aventurando no universo do café, saiba que é um caminho sem volta.

Quanto mais você experimenta, mais quer experimentar, e parece que o perfeito para você vai ser sempre o próximo a ser descoberto, afinal, são muitas variações, estilos, torras, sabores, procedências e modos de consumo. 

Mas pode pegar seu café atual que nós vamos organizar tudo isso. Através de um conteúdo bem encorpado, cheiroso e quentinho, nós vamos ajudar você a entender suas preferências, responder as principais dúvidas, apresentar marcas e exemplares diferentes entre si, e até ensinar você a fazer o melhor café do mundo. 

1. Café Moído Aroma de Chocolate Trufado - BaggioMelhor Café MoídoVer Preço
2. Café Moído Orgânico - OrfeuMelhor Café OrgânicoVer Preço
3. Café Em Grãos Clássico - OrfeuMelhor Café Em GrãosVer Preço
4. Café Em Capsulas Aroma Caramelo - BaggioMelhor Café Em CapsulaVer Preço
5. Café Em Grãos Gourmet - Santa MonicaUm dos Melhores Cafés Produzidos em Minas GeraisVer Preço
6. Café Solúvel Orgânico Liofilizado – NativeMelhor Café SolúvelVer Preço
7. Café Moído Pike Place Roast – StarbucksMelhor Café do Starbucks Para Preparo Em CasaVer Preço
8. Café Moído Moka Arabica Selection Colômbia - IllyMelhor Café ColombianoVer Preço
9. Café Moído Gourmet Espresso – BaggioMelhor Café Gourmet Custo BenefícioVer Preço
10. Café Moído Tradicional - 3 CoraçõesMelhor Café TradicionalVer Preço

Como Escolher o Melhor Café  

Aqui vamos mostrar para você como escolher o melhor café no supermercado ou na internet. Basta prestar atenção nos seguintes pontos: 

  • Conheça Suas Diferentes Variações  

O melhor tipo de café pode variar de pessoa para pessoa, portanto, vale uma explicação rápida de cada um para você entender melhor. 

– Grãos: O café em grãos é o mais próximo do seu estado considerado “bruto”, por ser embalado logo após o processo de desgaseificação da torrefação. Ele não é o mais comum nas prateleiras do mercado, mas pode ser encontrado online até com certa variedade. Este tipo de café permite a experiência da moagem na hora, o que preserva o frescor e todas as suas propriedades olfativas e gustativas. A vida útil dos cafés em grãos também é muito maior em relação aos outros. 

Moído: É verdade que ao moer, o café começa a perder algumas de suas propriedades se não for consumido na hora, mas até parece que dá para ficar moendo toda vez que for tomar café, como um camponês desempregado. A praticidade é a palavra de honra de um café moído, e por isso, este é o tipo de café mais comumente encontrado nos supermercados e casas brasileiras. 

– Solúvel: Também conhecido como café instantâneo, a versão solúvel pode ser encontrada em formato de grânulos ou em pó. A praticidade também reina neste tipo de café, afinal, basta adicionar água filtrada, de preferência quente ou fervente, e pronto. Quanto maior a qualidade do café, mais solúvel ele vai ser solução em contato com a água. 

– Em Capsulas: As cápsulas de café (que também podem ser de chocolate, café com leite, caramelo e mais) são aquelas preparadas para máquinas Nespresso ou Dolce Gusto. Dentro da máquina, a cápsula é furada e um jato de água quente passa com força, deixando a bebida pronta para consumo na xícara. 

  • Escolha a Intensidade de Acordo com Seu Paladar  

Para definir a intensidade do café, é considerada a consistência, a riqueza de sabor e o aroma diferenciado. Abaixo, vamos entender melhor o que cada nível representa. 

1 a 4: Cafés leves, com consistência bem líquida, de sabor e aroma sutis. 

5 a 7: Opções mais equilibradas, de torra média e sabores um pouco mais acentuados. 

– 8 a 10: Cafés robustos, encorpados, com aroma e sabor intensos, característicos. 

  • Saiba Identificar a Torra Ideal  

O grão de café precisa passar por vários processos até chegar na sua xícara, e a torrefação é um dos que mais influencia não somente na cor, mas também no corpo, aroma, acidez e outras características da bebida. Aqui vamos resumir os principais tipos de torra para você: 

– Torra Clara: Também conhecida como Torra Light, este formato torna o café mais suave, a acidez cítrica e os aromas florais são acentuados e, por outro lado, seu amargor é reduzido. Há quem diga que a torra clara torna o café mais seco, também. 

– Torra Média: Assim como o nome já sugere, a intenção aqui é o equilíbrio. É o meio do caminho entre a torra clara e a escura, onde o café se encontra um pouco amargo e mais constante no nível de acidez. O aroma, o sabor e o corpo são marcantes sem ser excessivos e a cor costuma ser de uma tonalidade que vai do vermelho ao marrom. 

– Torra Escura: A torra Dark ou torra escura tem esse nome, obviamente, pela tonalidade mais escura que o grão adquire após a torra. Mas o resultado é um café reforçado, forte. Mais amargo e menos ácido. Neste tipo de torrefação, os óleos são preservados e têm a função de realçar o sabor e o aroma. 

  • Grãos Arábica Oferecem Um Café de Maior Qualidade  

A maioria dos melhores cafés do mundo é produzida com grãos arábica, e a explicação é simples: qualidade. Os grãos de café arábica apresentam uma característica bem marcante, um aroma intenso e concentrado. Mas o motivo da ampla utilização não para por aí, em grãos arábica, o sabor, a acidez e o corpo podem variar bastante, possibilitando inúmeras combinações e receitas. Um café 100% arábica é um café cultivado em áreas específicas, normalmente na altitude e com um clima ameno. 


Os 10 Melhores Cafés de 2022  

Pronto para conhecer o seu próximo café preferido? Aqui vai uma lista com o que há de melhor, em diversos quesitos, no mercado mundial de cafés.  


1. Café Moído Aroma de Chocolate Trufado – Baggio (Melhor Café Moído)

O primeiro modelo da nossa lista é trazido pela Baggio, que tem nome italiano, família italiana, pênalti perdido do tetra, mas é paulistana, e com raízes lá em 1886. Pela qualidade do solo brasileiro, unida à experiência e tradição importada da Itália da família Baggio, a marca de café cresceu para outros estados, outros países, ganhou diversos prêmios, e virou sinônimo de qualidade nas casas e escritórios do Brasil e do mundo. 

Considerado o melhor café para cafeteira italiana, este café de torra nobre, moagem aveludada e grão 100% arábica é aromatizado com trufas de chocolate. Produzido na Mogiana Paulista (uma espécie de Meca do café no Brasil) e no sul de Minas Gerais, o aroma ainda apresenta notas de frutas secas, conhaque e nozes. 

A intenção parece ser para ocasiões especiais, e faz sentido, pois trata-se de um café aromatizado. Nas avaliações, quem gostou é quem aprecia cafés com aromas especiais, e quem não gostou, avisa que o sabor é artificial. Mas voltando a quem gostou, teve gente que afirmou ser um “beijo na língua”. Poético. Alô marketing da Baggio! Nos Estados Unidos a tendência se manteve, não é para qualquer um.   

Tipo: Moído Torra: Média
Grãos: 100% arábica Intensidade: 7
Confira o Preço

2. Café Moído Orgânico – Orfeu (Melhor Café Orgânico)

O segundo exemplar da nossa lista, que é visto como o melhor café custo benefício do mercado, também é trazido por uma marca brasileira, que também explora a Mogiana Paulista e o sul de Minas, a Orfeu. A marca é relativamente nova, nascida em 2005, mas a fazenda tem quase 70 anos de tradição em torrefação, moagem, e tudo que envolve uma lavoura de café. 

O satisfatório custo benefício, muito elogiado entre os consumidores que já provaram, se dá pelo sabor intenso e marcante do começo ao fim, pela boa densidade e consistência e, claro, o preço pago por isso. O corpo é aveludado, a acidez é média, a doçura acompanha, e o aroma ainda tem notas de caramelo e chocolate. Sobre a questão de ser orgânico, tudo é confirmado em um certificado emitido pela ECOCERT de não utilização de químicos e agrotóxicos na produção. 

Nos comentários deixados por quem gostou, algumas reclamações sobre um certo gosto de queimado e um alerta: um consumidor alegou a presença de colegas de trabalho e amigos “sem motivo” assim que seu café orgânico Orfeu estava pronto e cheiroso. É um risco, mesmo. 

Tipo: Moído Torra: Média
Grãos: 100% arábica Intensidade: 5
Confira o Preço

3. Café Em Grãos Clássico – Orfeu (Melhor Café Em Grãos)

A Fazenda Sertãozinho, local de produção da Orfeu, nas altas montanhas sul mineiras, parecem apresentar uma boa variedade de cafés. Após um tipo orgânico, temos agora um café clássico. 

Considerado o melhor café para prensa francesa por estar em grãos, este é um dos cafés brasileiros mais premiados do mundo. De acidez equilibrada, os grãos utilizados na produção deste café são da variedade Bourbon Amarelo e Catuaí. A torra é média e o aroma tem notas aromáticas frutadas, florais e carameladas.  

O melhor café para moer do mercado agradou não só a crítica, sendo considerado “O Melhor Café do Ano” por duas vezes, como também os consumidores reais – guerreiros das manhãs frias, ressacas e começos de semana – que elogiaram o aroma, o sabor e até o valor pago. 

Tipo: Grãos Torra: Média
Grãos: 100% arábica Intensidade: 6
Confira o Preço

4. Café Em Capsulas Aroma Caramelo – Baggio (Melhor Café Em Capsula)

E se na Copa do Mundo de 1994, Roberto Baggio não teve uma segunda chance, a Baggio vai ter a segunda e até a terceira na nossa lista. É isso mesmo, a paulistana Baggio volta para o nosso foco com um produto que promete ser o melhor café Nespresso do mercado. 

Não que seja um Nespresso, mesmo, mas ele funciona através de cápsulas, que são compatíveis com as famosas máquinas na marca. Também aromatizado, o toque da vez é de caramelo, cuidadosamente balanceado para trazer a melhor experiência no consumo. Antes que surjam perguntas, vale lembrar que não tem açúcar nem glúten na composição. 

Na opinião de muitos consumidores, trata-se do melhor café capsula do mercado. No Brasil, termos como “altamente viciante”, “surreal” e “sabor excelente” demonstram bem a satisfação. Nos Estados Unidos, “tasty” e “delicious” fazem o mesmo papel, e nem precisam de tradução. Tem que não gostou? Claro que tem. É um café especial, quem busca o velho clássico pode não se adaptar muito bem. E gosto é gosto, sempre. 

Tipo: Cápsulas Torra: Média
Grãos: 100% arábica Intensidade: 7
Confira o Preço

5. Café Em Grãos Gourmet – Santa Monica (Um dos Melhores Cafés Produzidos em Minas Gerais)

Quem apresenta o exemplar da vez, que é considerado o melhor café gourmet do mercado é a Santa Monica, outra empresa brasileira de produção 100% própria que importou tradição europeia e ganhou o paladar dos consumidores. A proposta aqui é um café de doçura e cremosidade acentuadas, notas achocolatadas, baixo amargor e baixa acidez. Gourmet mesmo, e em um pacote grande, de 1kg. Haja gourmetização, mas por estar em grãos, a durabilidade é maior. 

Nas avaliações, dois tipos de reações. Aqueles que esperavam mais, e aqueles que adoraram sem medo. Talvez o título “gourmet” traga uma alta expectativa, mesmo, mas a verdade é que elogio não faltou! Além do sabor, aroma e experiência, os consumidores elogiaram a relação custo benefício no uso diário. 

Tipo: Grãos Torra: Média
Grãos: 100% arábica Intensidade: 8
Confira o Preço

6. Café Solúvel Orgânico Liofilizado – Native (Melhor Café Solúvel)

Agora, o melhor café instantâneo do mercado, pelo menos na opinião da maioria dos consumidores. Sobrenome ele tem, a Native, uma marca que levanta a bandeira orgânica (certificada) e a representa em mais de 60 países, agrando os apreciadores do café que apoiam e seguem a proposta. 

Para garantir um café instantâneo de qualidade, que preserva seus valores diante da praticidade, este produto passou por um moderno processo de liofilização, que consiste em uma técnica de secagem e sublimação. Deu certo, para os consumidores mais apressadinhos, é realmente o melhor café solúvel do mercado. O sabor e principalmente o aroma foram os mais elogiados. 

Tipo: Solúvel Torra: Média clara
Grãos: 100% arábica Intensidade: Não informado
Confira o Preço

7. Café Moído Pike Place Roast – Starbucks (Melhor Café do Starbucks Para Preparo Em Casa)

Na busca de desenvolver o melhor café para passar em casa, a Starbucks também entrou na nossa lista. A multinacional americana que já chegou a abrir uma franquia a cada quarenta minutos no mundo, agora que atacar dentro das nossas casas. E pelo jeito, tem qualidade para isso. 

O café, que é importado dos Estados Unidos é do tipo Blend, uma mistura de variedades especialmente planejada para ser equilibrada e combinar com tudo. É um “praticão” de qualidade que vai puro, com leite, chocolate e o que mais você se inspirar. 

Nas avaliações, dá para perceber que o conceito de torra média é diferente na América do Norte, pois a maioria das pessoas comenta que trata-se de uma torra escura, isso sim. Mas paralelamente pudemos ver muitos consumidores satisfeitos e até surpreendidos. Teve até gente que disse que o cheiro de Starbucks invade a casa quando o café fica pronto. Não falamos? Agora a aquela rainha/sereia verde vai estar no seu armário também!  

Tipo: Moído Torra: Média
Grãos: 100% arábica Intensidade: Não informado
Confira o Preço

8. Café Moído Moka Arabica Selection Colômbia – Illy (Melhor Café Colombiano)

Conhecida, assim como o Brasil, por fazer o melhor café do mundo, a Colômbia não poderia faltar nessa lista. Mas é o café que é colombiano, a empresa é italiana, e o fundador é húngaro! Mas pelo alto reconhecimento e nível internacional da marca, certamente essa mistura deu certo. 

Na verdade, é uma série. Este vem da Colômbia, nem todos os produtos da Illy vêm de lá, mas este sim, mais precisamente da Cordilheira dos Andes, onde as condições são ideais para o cultivo de grãos 100% arábica e resultam em um café com sabor único e aroma rico, regado de notas frutadas cítricas e secas, caramelo, chocolate e pão torrado.  

Quem provou, adorou, e teve até avaliação rebuscada, como “corpo robusto e aroma muitíssimo frutado”. Gostamos! Outros comentários mais simples também demonstraram satisfação, as únicas reclamações foram em relação ao preço. 

Tipo: Moído Torra: Variada
Grãos: 100% arábica Intensidade: Não informado
Confira o Preço

9. Café Moído Gourmet Espresso – Baggio (Melhor Café Gourmet Custo Benefício)

Quem volta para apresentar o melhor café expresso do mercado e o penúltimo café da nossa lista é a Baggio, que já figurou por aqui duas vezes. Parabéns para a marca, ótimo sinal! Mas a proposta aqui é diferente das outras duas, é o café expresso, que tem como característica a água quente, não fervente, que passa pelo café moído e termina na sua xícara. 

Com um baixo nível de amargor, este café tem aroma florado com traços frutados, corpo aveludado e um sabor único, marcante, e levemente adocicado (sem conter açúcar). Na descrição consta “paladares exigentes”. 

O melhor café para expresso da nossa lista já ganhou alguns prêmios de qualidade, mas o mais importante foi ganhar o coração dos consumidores brasileiros, que o avaliam como “perfeito”, “excelente” e “bom para cafeteira italiana”. Quem não gostou, parece que esperava mais. 

Tipo: Moído Torra: Média
Grãos: 100% arábica Intensidade: 8
Confira o Preço

10. Café Moído Tradicional – 3 Corações (Melhor Café Tradicional)

Considerado por muita gente como o melhor café do Brasil, não poderíamos deixar o 3 Corações de fora da nossa lista. Então reservamos a última posição para ele, quem nem precisa de apresentações, praticamente todo mundo que gosta de café já provou a marca dos três corações (que tem quatro no símbolo e cinco no rótulo). 

Mas independentemente da quantidade de corações, a colheita, o beneficiamento, a torrefação e a moagem da marca são reconhecidas pela qualidade e confiança há mais de 60 anos. As avaliações encontradas provavelmente concordam com todo o Brasil: café saboroso, aroma bem agradável e preço justo. Um clássico brazuca para fechar a nossa lista com notas de chave de ouro. 

Tipo: Moído Torra: Média
Grãos: Predominante arábica Intensidade: 4
Confira o Preço

Como Preparar o Melhor Café Caseiro  

Chegou a hora de ensinar você como fazer o melhor café do mundo na sua própria casa. Aqui vai um pequeno tutorial, adaptado para todos os tipos de preparo, para você sempre mandar bem no cafezinho. 

  1. Considerando uma moagem média, que não passa facilmente pela água nem retém demais a água, comprima o pó no espaço indicado do equipamento que vai usar; 

  2. A medida é cerca de 80 a 100 gramas do pó (5 a 6 colheres de sopa) para cada litro de água. Com o tempo, você vai encontrar a medida perfeita para você; 

  3. A água não pode ser fervida, pois isso pode alterar a acidez do café. A temperatura ideal para preparo é aproximadamente 90ºC; 

  4. Nunca reuse o café esgotado ou a borra, isso pode influenciar o gosto e o aroma negativamente. Jogue fora. Pelo café, só a água deve passar, não mais café; 

  5. Prepare apenas o que for consumir na hora ou nas próximas horas, além de estar mais fresquinho e mais cheio de propriedades aromáticas e gustativas, o tempo e a temperatura baixa vão contra qualquer café pronto. 

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE CAFÉ  

Onde surgiu o Café? 

Assim como o primeiro humano anatomicamente moderno, o café surgiu na Etiópia. A lenda diz que um pastor chamado Khaldi notou que suas cabras ficavam mais saltitantes e resistentes a longas caminhadas após consumir o fruto e resolveu explorar o efeito. Os registros oficiais indicam o consumo desde 575 d.C. 

Mas foi na Arábia Saudita que o café se propagou e se tornou um importante item na economia da época. Com o passar do tempo, o café praticamente dominou o mundo e outros países foram mostrando grande potencial de produção, como Colômbia e Brasil, onde o café chegou apenas em 1727. 

Quais são os benefícios do Café?

Para conseguir falar de todos os benefícios e não ficar uma resposta muito extensa, não vamos entrar em detalhes do porquê de cada um, certo? Dito isso, se prepare para uma lista bem comprida. 

Os benefícios do café são: contribuir para o emagrecimento, melhorar o desempenho físico e mental, aliviar o estresse, reduzir dores de cabeça, auxiliar na digestão, prevenir alguns tipos de câncer, além de reforçar o sistema respiratório e funcionar como um anti-inflamatório natural. Gostou? Tem o lado ruim também, ainda bem que ninguém perguntou! Mas evitando o excesso, vai ficar tudo bem. 

Qual Café tem mais cafeína?

O coado! Por passar mais tempo em contato com a água, que em temperaturas altas, extrai a maior quantidade de cafeína, este é o tipo de café mais concentrado nessa substância. Uma xícara de café coado chega a ter até 300mg de cafeína, enquanto um café expresso, por exemplo, atinge no máximo 200mg. 

Uma curiosidade interessante é que não é só o café que tem cafeína, essa substância também pode ser encontrada na erva-mate, em alguns chás, alguns refrigerantes e até no chocolate. Na Amazônia equatoriana, inclusive, existe uma planta chamada Guayusa, que contém mais cafeína do que o próprio café. Dizem que é ótimo com segundas-feiras! 

Como o Café descafeinado é feito?

Com química. Os grãos são mergulhados em água e depois recebem uma solução de solventes químicos. Ao “lavar” o café com essa solução por várias vezes, a cafeína é isolada, separada e a água retém o máximo do aroma e dos compostos do café. Por mais químico e estranho que pareça, o processo tem um alto teor de sucesso e a bebida quase não perde o sabor. 

Dos mesmos criadores da cerveja sem álcool, o café descafeinado é feito para os apreciadores de café que não se dão bem com os efeitos negativos da cafeína, que podem ser insônia, sudorese, diarreia, aceleração do ritmo cardíaco e tremores musculares. Mas somente se for consumida em excesso.